major eléctrico


domingo, dezembro 31, 2006
--------------------------------------------------------------------

Compras 29.12.2006

Doctor's Cat «Gee Wiz/Crash» 12" Zyx 1984
«Crash» apareceu na «Elaste» e parecia Dead Or Alive lento com a voz dos Kas Product, estilizada e sexy. Um dos melhores grooves na «Elaste», épico, pop e electrónico. Lado A «Gee Wiz» mais perto da cena Italo habitual.
Planet P Project «Pink World» 2xLP MCA 1984
Uma prova irrefutável de como o lixo de uma pessoa é o luxo de outra. «Pink World» é um duplo álbum conceptual idealizado por Tony Carey, teclista dos Rainbow, sobre um rapaz que não falava mas tinha um culto de seguidores e lançou a bomba sobre o resto da Humanidade. Algo assim. Leiam o relato apaixonado de um fã aqui. O disco é quase todo FM muito penoso, com alguns pequenos interlúdios atmosféricos na linha de John Carpenter. Não justificam a compra, mas são bom material para mixtapes.
Giorgio Moroder «From Here To Eternity» LP Oasis 1977
Um dos clássicos Moroder, contém algumas das suas produções mais electrónicas e um dos melhores títulos de sempre: «I'm Left, You're Right, She's Gone».
C.J. & Co. «Devil's Gun» LP Atlantic 1977
Disco feito em Detroit, com caveiras na capa e licenciado pela Westbound dificilmente seria mau. Secção rítmica produzida por Dennis Coffey, Disco de tom Soul com partes instrumentais que apetece estender para um lado inteiro de um maxi (como acontece com Michael Zager Band), a voz nem sempre complementa bem o poder do groove, e é pena que a voz masculina de trovão que aparece num par de canções não seja A voz principal. Isso seria realmente fora.
Ozo «Mystical Hot Rocks» 2xLP Riot 1990
Subtítulo «1974-1984 classics from the future past». Cheguei a Ozo por «Anambra», em listas Cósmicas/Baleáricas, um tema lento e 'místico'. Esta compilação é dedicada a John Lennon, o que não revela absolutamente nada sobre o seu conteúdo. Na maioria, são temas dub/reggae feitos em Inglaterra, as intenções são de fraternidade e iluminação, mas a música é fraca. «Anambra» também não é TÃO impressionante como foi sugerido (mas percebe-se o impacto na cena Afro Cósmica), «Dreaming» é quase electro-funk, há uma versão de «Kites», e então o melhor são as faixas funk/disco: «Tales From The Bardo», «Spirits From The Living Dead» (melhor) e, de longe, «Night Of The Black Mamba». A vocalista pede que salvem o seu amor que se arrisca a morrer no pântano. Grande faixa Disco.
Peter Brown «Crank It Up (Funk Town)» 12" T.K. Disco 1979
Um dos hits de Peter Brown, não tão dominante nas listas como «Do You Wanna Get Funky With Me», mas este maxi, com as versões curta e longa, tem um crescendo instrumental contagiante, incrível. A voz não chega a estragar verdadeiramente nada, mas pode ser silenciada para aumentar a percentagem de entusiasmo. Groove sério!
Set The Tone «Dance Sucker» 12" Island 1982
Já tinha o álbum, cena electro-funk suficientemente bizarra e ao lado para não ser confundida com outros, mas este maxi prévio do trio inglês é perfeito: lado A misturado por François Kevorkian, cheio de arranques e quebras, tons electrónicos, breakdance e voz tratada, situado vagamente entre as produções de Kevorkian para a Prelude e a sua remistura para «Tour De France» dos Kraftwerk. Lado B são 9 minutos de puro minimalismo quase House (em 82), beatbox a dominar.




7 Comentários:

em 11:16 da tarde, Anonymous Paulo Gomes disse...

ze isso é tudo compras ebay ou tb costumas comprar por cá (cashs, lojas, feiras)?

 
em 11:41 da tarde, Blogger ME disse...

Um pouco de tudo, mas essencialmente eBay e GEMM. O C.J. & Co. foi num Cash, por acaso. Mas acho que depende daquilo que se procura, muita coisa do que me interessa nem sequer foi editada cá, portanto dificilmente se arranja cá...

 
em 11:43 da tarde, Blogger ME disse...

O álbum de Set The Tone arranjei cá, também num Cash, mas o maxi «Dance Sucker» duvido que se arranje aqui no circuito normal de 2a mão.

 
em 12:28 da manhã, Anonymous Rui Azevedo disse...

major não é por nada, mas ainda hoje tive na skool e tem lá o LP de Set The Tone a 3 euros.
é este não é?
http://www.discogs.com/release/60575


paulo aproveita.

 
em 1:46 da manhã, Blogger ME disse...

É esse sim, e o disco vale 3 euros na boa.

 
em 3:07 da manhã, Blogger dub disse...

Completamente de acordo em relação ao Anambra.

O Anambra lembra-me sempre outro clássico, o Aeo do Brian Briggs. Prefiro o Aeo.

 
em 2:39 da tarde, Blogger ME disse...

Brian Briggs: a sério? Comprei há tempos o «Combat Zone», que é bem mauzinho : \ Cyber-rock com beat rápido e voz FM, argh.

 

Enviar um comentário

<< de volta ao início