major eléctrico


quinta-feira, abril 13, 2006
--------------------------------------------------------------------

Compras 13.04.2006

Musicology «Musicology» 12" B12 1991/2006
Reedição, mas a coisa verdadeira: Chicago, Detroit e Sheffield unidos no perfeito «Obsessed». Musicology eram os B12 pré-Warp. No total, 4 faixas de pura delícia sci-fi com sugestão de imagens vintage de fractais e demais lugares-comuns dos videos da época «Artifficial Intelligence» ou «X-Mix».
Suicide «Suicide» LP Red Star 1977/1999
Reedição. Primeiro álbum de Suicide, absolutamente incontornável. Seco, minimal, perfeito. Esta reedição de 99 tem «Cheree (Remix)» e «Keep Your Dreams» como bónus.
«Girl» é sexo puro, «Frankie Teardrop» é demência pura.
Dinosaur L «24-24 Music» LP Sleeping Bag 1981/2006
Reedição. Em 1981 este álbum tinha alguma da música mais estranha jamais associada ao Disco. Quase todo produzido por Arthur Russell, «24-24 Music» tem demasiado a acontecer para lá do beat para se conseguir apreender com uma audição casual. Perfeito para as selecções de Larry Levan, sempre disponível para o Outro Lado da música de dança. Impressionante.
ESG «ESG» MLP 99/Factory 1981/2005
Reedição. Editado na 99 e na Factory, em simultâneo, tem 3 faixas de estúdio (produzidas por Martin Hannett) e 3 faixas ao vivo (misturadas e produzidas por Ed Bahlman, dono da 99). «UFO» foi das faixas mais sampladas por produtores de Hip Hop e ESG sempre tiveram problemas com isso. Uma das bandas mais económicas e geniais de sempre, no sentido em que faziam muito com muito pouco.
Rinder & Lewis «Willie & The Hand Jive/Lust» 12" Unidisc 1979/1976/2004?
Reedição de dois dos maiores êxitos (é assim que se diz?) de Rinder & Lewis, sobre quem se pode saber quase tudo aqui. Forte dica HdB, em cheio, dois épicos de 8 e 9 minutos, recorrentes em séries de re-edits, mas a única coisa de que necessitam, na verdade, é de um corte na voz em «Willie & The Hand Jive». O resto é tudo perfeito.
Jimi Tenor «Can't Stay With You Baby» 7" Warp 1996
Edição limitada pré-«Intervision» (álbum de 97). O tema-título é provavelmente a melhor canção de Jimi Tenor, beat House abafado, modulação quase ácida, falsete hiper-convincente, saxofone e delírio de teclados no ponto certo. Pura Soul gravada por um finlandês! Lado B é «Caravan», versão em estilo Aavikko da popular melodia de 1937 composta por Juan Tizol e Duke Ellington. Tudo incrível, neste disco.
Tantra «The Double Album» 2xLP Importe/12 1980
Edição especialmente feita para o mercado americano, motivada pela rotação que os DJs em Nova Iorque davam à música de Tantra, «The Double Album» vale, na verdade, por duas faixas apenas, MAS atenção: uma delas é a versão de 16'20" de «Hills Of Katmandu», a outra é a versão de 15'40" de «Wishbone». Ambas as faixas apareceram em maxi em 79, mas quando ouvimos Rub N Tug começar o set no Lux com «Wishbone» tivemos a reacção oposta à que era suposto: em vez de dançar, gelo e NECESSIDADE de ter esta música, uma das melhores em toda a história da música feita para dançar. As restantes seis faixas não suscitam entusiasmo, mas Tantra, com base em Itália, foram dos primeiros grupos a fabricar o beat Disco com bateria. Recente e genial recuperação dos Idjut Boys num re-edit para «A Placed Called Tarot», lado B de «Macumba».
The Sequence «The Sequence» LP Sugarhill 1980
Sylvia Robinson fundou a Sugarhill em finais de 70's, mas já havia sido uma cantora R&B de sucesso desde os 60's (apanhem «Pillow Talk» em CD, se puderem). The Sequence era um trio feminino com produção de Sylvia Inc, cruzamento entre R&B e «Rappers Delight», beats eficientes e bem em cima, mas o disco só é realmente grande nos 7'36" badass de «Simon Says».




8 Comentários:

em 12:41 da manhã, Anonymous funkula baby disse...

Godaaaam!Electric Major baby!Nao me dizes quem rapinou o Sweetbaaack!QUE CRUELDADE!NAO TENS UM PINGO DE MISERICORDIA!!!Xiiiiiiça! Ja nao quero saber!So sei que brevemente irei rapinar umas perolas ultra!ultra!hard-to-digg!do Sr Van Peebles!Sweetback inclusive!Yupiii! Nao ha radios nem Podcasts nem DJings but its all good!O importante é que vo muito brevemente rapinar essas Perolas que é um regalo!Ya diiig?Right on!

Epa qualquer das formas ainda to curioso de saber quem foi!Va la! diz la sff Major!
Stay COOL!

 
em 4:07 da tarde, Blogger ME disse...

Não sei de que falas, pá...

 
em 9:22 da tarde, Blogger dub disse...

O RMA deu-me a dica de um Hills of Katmandu numa CC e fiquei com ela. Qual não é o meu espanto quando aquilo era uma versão em espanhol feita pelos próprios Tantra.

O título dizia tudo na label : Tantra en espanol. Nem queria acreditar do que saia das colunas. Foi estranho.

 
em 9:42 da tarde, Blogger ME disse...

Isso não tem o «A Place Called Tarot» do outro lado, por acaso?...

 
em 9:56 da tarde, Blogger dub disse...

Não... É logo o Wishbone. Ou melhor, o Camino al destino. Nem queiras saber. Como a língua muda tudo. E se calhar é preconceito mas conhecendo e adorando o Wishbone, sentir o que tu o descreves e depois ouvi-lo em espanhol é como ouvir um filme dobrado.

 
em 11:55 da manhã, Blogger ME disse...

A versão de 15 minutos e tal, em inglês, é suprema!

 
em 10:40 da tarde, Anonymous johnny disse...

Não sei de que falas, pá... esse teu rapinânço não interéééssa nem ao menino Jesuiiis!(isto dito em Brazuca!pelo ME)

Chill Electric Major!CHILL!Não se zangue que Jesus é grande!A perola em questao andou perdida num diggin joint acola na periferia de Lx durante muito tempo, e ao preço da chuva 3ou 4oiritos(pelo menos ouvi dizer)e andou por la muito tempo perdido pq n foi rapinado por quem a devia ter rapinado, e como n é disco da moda, andou la perdido! A pertinencia da minha questao duvidosa coloca se pq quem eu julgava que tinha agrafado tal perola, efectivamente nao a agrafou!De forma que desde a altura que descobri que quem nao a rapinou, não a rapinou efectivamente!Desconfio que esteja desconfiado que a pessoa que rapinou tal perola SEM 1PINGO DE MISERICORDIA!- Sweet Sweetback Baadassssssong!Entre outras perolas, como Black Moses ou Cold Sweat, tera sido MAJOR ELECTRICO=Ze Moura=1DOS MAIORES e FEROZES AVE DE RAPINA DE PORTUGAL E ARREDORES!To cerrrto o to errrrado!?(Sinhosinho Mauuta style!) É o Ze que le esta confissão nao é verdade!?De qualquer das formas, nao topaqui a julgar seja quem for, atençao hãã!Nem ha ninguem a julgar, excepto - MOI - que não rapinou as perolas a tempo e horas!

Isto ja sao mas é argumentos demasiados idescretos paqui pó poiso do ME!O importante é que Deus Todo Poderoso perdoe os pecadores que não rapinam Perolas Funkadelicamente preciozissimas quando estas merecem ser agrafadas sem do nem piedade!No meu caso - Sweetback, Black Moses... no caso do caro Major - BOOTSYS RUBBER BAND-STRECHIN OUT (com a troca que poderia ter realizado com Funkula baby, e provavlmente Electric Major baby nunca vera essa bendita perola à sua frente!But it s all good!Deus perdoa ME anyway!)

STAY COOL!

 
em 3:32 da tarde, Blogger ME disse...

It's all good, it's all good! Mas não foi ME que ficou com «Sweet Sweetback...»

 

Enviar um comentário

<< de volta ao início