major eléctrico


domingo, março 05, 2006
--------------------------------------------------------------------

Compras 23.02.2006

Fashion «Love Shadow» 2x12" Arista 1981
Fashion eram uma banda synth esquecível e este maxi também não seria para lembrar, apesar de ter Gina X como convidada, mas o disco bónus com a remistura Mutant Dance Move de «Move On» é Lindstrom em 1981! O produtor Zeus B Held trabalhou com Gina X, Killing Joke, Simple Minds, Alphaville, Dead Or Alive e outras coisas euro-pop.
Patrick Cowley «Megatron Man» LP Megatone 1981
Um dos inventores do Disco Hi-NRG com beat electrónico (mais do que Moroder) e criticado por ter desligado a cena das origens negras, também inventou ao lado o Italo. Este álbum tem óptimos exemplos: «Megatron Man», «Get A Little», «Lift Off» e «Sea Hunt», que apareceu no nº12 da série Automan. Épico e cósmico.
Klein & MBO «First» MLP Atlantic 1983
Parecia mentira levantá-lo a 1 euro e 75 (Patrick Cowley, acima, foi o mesmo) e, embora não tenha a versão instrumental de «Dirty Talk», tem a vocal e ainda «MBO Theme» (Automan 2). Minimal nos meios de produção, tem palmas electrónicas suficientes para entusiasmar do princípio ao fim e as vozes até são mais Nova Iorque do que Rimini. Ponto!
Juicy «Beat Street Strut» 12" Atlantic 1984
Este caiu literalmente no colo, cortesia RMA. Uma das melhores faixas da banda sonora de «Beat Street» produzida por Harry Belafonte e Arthur Baker; linha de baixo incrível, um ping tipo «Like A Virgin» e o instrumental no lado B : )
David Byrne «3 Big Songs» 12" Sire 1981
3 faixas tiradas de «Songs From The Catherine Wheel» e a que interessa MESMO é a remistura de «Big Business» com a ajuda de Mark Kamins («Like A Virgin» de Madonna); Disco uptempo, afro, e a voz de Byrne nunca é mais do que puro ritmo! A guitarra e a ambiência, mais para o fim, fazem a apoteose que merecíamos.
Modern Romance «Queen Of The Rapping Scene» 7" WEA 1981
Mais uma banda pop-disco com ocasionais momentos brilhantes, aqui no lado B: «Can You Move». Não é a versão longa, mas o groove é demoníaco e soa algures entre Liquid Liquid e «Girls Out On The Floor» de Jesse Velez (Trax). Entre outras colectâneas, apareceu na «Choice» de Derrick Carter.
Master C & J featuring Liz Torres «The Legendary Master C & J featuring Liz Torres» 2xLP Trax 2002
A edição é de 2002 mas trata-se de produção clássica 1986/87. Praticamente nada falha aqui, dependendo da tolerância Garage de cada um (para mim só falha realmente em «When You Hold Me»). Tudo o que era bom na House de Chicago está neste disco.




4 Comentários:

em 7:19 da tarde, Blogger dub disse...

Deves estar mais do que em cima da coisa mas aí vai : Rinder & Lewis é L&PT no final dos anos 70.

A melhor cena é que arranjas barato nas Cash os discos de R&L, foi lá que apanhei o Warriors (de onde vem o Willie & The Hand Jive, fonte do Signal Failure dos Padded Cell) e um péssimo exemplar, intocável fora do à-vontade caseiro, do Seven Deadly Sins. 50 cêntimos cada um, custa dar tão pouco por obras-primas.

 
em 7:21 da tarde, Blogger dub disse...

E falta dizer o mais importante : excelentes estes posts que tens metido das compras. Muitas e boas as dicas de discos que não conhecia.

Obrigado pelo verdadeiro serviço público.

 
em 9:55 da tarde, Blogger ME disse...

OK, boas dicas, vou ficar atento!
De resto, não dá para guardar tudo cá dentro, estas coisas têm de ser partilhadas, daí os posts. Vocês no HdB também já me guiaram os passos algumas vezes.

 
em 6:00 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

Ó Major, há já algum tempo q andava desconfiada q você era o tal da sweatshirt às riscas da loja... da outra...sabe?! da "almirante"...eu era uma das totós q lá ia e nunca sabia o q escolher, (continuo s/ saber é algo crónico)...
:)
Espero q ainda mantenha esse seu "silêncio sexy" de outrora...

 

Enviar um comentário

<< de volta ao início